Giulia Gam fará protagonista em nova novela das 7, 'Sangue Bom'

23/12/2012 03:02

O folhetim se passa em São Paulo e a atriz vai interpretar Barbara Helen, ex-moradora do bairro Casa Verde, atualmente no Jardim Europa

A atriz Giulia Gam falou com VEJASAOPAULO.COM essa semana diretamente do SPA Sete Voltas, em Itatiba, interior de São Paulo. Ela está recarregando as energias para começar um novo trabalho na TV: será uma das protagonistas da nova novela da Rede Globo, cujo título provisório é Sangue Bom. Escrita por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, com direção de Dennis Carvalho, está prevista para ter início em abril de 2013.

“Já dei muita risada com o primeiro capítulo que acabei de ler”, conta Giulia. “A personagem é ótima: uma atriz de uns 45 anos, de origem humilde, que desde cedo fez sucesso na TV.”

A nova novela vai se passar em São Paulo, mais precisamente na zona norte. Barbara Helen, nome artístico escolhido pela personagem de Giulia, é do bairro Casa Verde, onde grande parte das escolas paulistas de samba tem sede – na vida real e agora ficcional. “Acredito que a Maria Adelaide vá resgatar um pouco da história do samba paulista, promover um questionamento sobre os valores da imagem, da mídia”, diz.

Barbara Helen tem vergonha de sua origem, de sua mãe. Vive se escondendo da família e dos conhecidos da zona norte, agora que mora no Jardim Europa. Já foi casada com diversos diretores de TV, entre eles, o personagem de Herson Capri, com quem teve uma filha (vivida por Fernanda Vasconcellos), e atualmente vive com um ator proeminente da Malhação e outras crianças que adotou. “Ela diz que foi Angelina Jolie que a imitou”, diverte-se Giulia. O objetivo de Barbara Helen agora é “investir” em uma das filhas adotadas, papel de Sophie Charlotte, transformando-a em uma “it girl”.

A personagem de Marisa Orth será a amiga e rival de Barbara Helen. “As duas fizeram carreira juntas, foram dançarinas de um programa como o do Chacrinha, estão sempre num tom acima”, ri Giulia. “Barbara é um pouco diva, algo que nem existe mais em televisão.”

Para se preparar para o papel, o diretor geral Carlos Araújo deu de presente a Giulia uma livro de estrelas de cinema de todo o mundo. O que destaca é o fato de que muitas das divas do passado revelarem sua sedução não apenas no modo de se vestir, mas também com o olhar. “Tenho como inspiração Sophia Loren, Brigitte Bardot, que são mulherões”, diz Giulia.

Barbara Helen gosta de se produzir para todo e qualquer evento, da imprensa a um passeio com os filhos. Esse também foi um dos motivos para Giulia ter feito logo a sua reserva no spa. “Vai ter muito cabelo, maquiagem, pensamentos para construir a personagem. Vim logo para cá para dar uma descansada.”

A atriz, que começou sua carreira no teatro com Antunes Filho em 1984, está sentindo falta, porém, de voltar a atuar nos palcos. Há cerca de sete anos não estreia uma peça adulta (esteve em 2012 em cartaz com o infantil Pedro e o Lobo, sem previsão de reestreia). A última foi Dilúvio em Tempos de Seca, de Aderbal Freire-Filho, em 2005. Sente falta, mas também sente medo, em suas próprias palavras. “Teatro é um lugar sagrado. É onde me formei. Não me libertei ainda de um certo pudor. Queria ser mais livre da autocrítica, da exigência, quem sabe até experimentar dirigir”, revela a atriz.

Podemos esperar por isso, agora que o mundo não acabou? “Vou me esforçar para isso. Nem que seja um pouco covardemente, fazendo um trabalho de co-direção”, diz Giulia. “Gosto da ideia de trabalhar mais com conceitos e materializar uma ideia. Ser sempre a matéria é 'puxado'.”

Fonte: http://bit.ly/Tee0ps