Giulia Gam torce por um desfecho menos trágico para a Carlota de ‘Boogie Oogie’: ‘Eu não quero sofrer’

03/03/2015 20:37

Não há fôlego que aguente o pique de Carlota, de “Boogie Oogie”. Giulia Gam sabe disso. A três dias de dar o adeus eterno à megera da novela das seis, a atriz confessa que as marcas (no corpo, na voz e na mente) são muitas — e profundas. Depois de protagonizar incontáveis e monstruosos ataques de fúria, ela só quer descansar.

— Preciso recuperar meu corpo e minha saúde. Essa é a primeira coisa que eu vou fazer. É muito cansaço e estresse. Quero ver em que ponto está a minha vida e saber se ela está onde eu deixei antes da novela ou não — admite Giulia, com a habitual risada.

Sobre o futuro da mulher de Fernando (Marco Ricca), aliás, a artista ambiciona o desfecho menos trágico possível. De babado, gritaria e confusão, ela garante que já está esgotada, com toda a razão.

— Adoraria que Carlota não se desse tão mal assim, porque eu também não quero sofrer! (risos) Não desejo nada daquelas coisas típicas, como ser apedrejada na rua, largada num lixão ou enfiada numa tumba. Pode ser que ainda tenha uma surpresa, eu acho. Vai que de repente ela seja boazinha? Ou, então, ela seja mesmo terrível, mas escape de tudo, engane todo mundo? — questiona a atriz, de 48 anos.

Mesmo com todas as feridas colecionadas na pele, Giulia não deixa de defender sua personagem. Os sete meses como a vilã do folhetim, que termina nesta sexta-feira, a fizeram acreditar que, por baixo de tanto rancor, também há algo positivo.

— De verdade, ela não fez nada... Carlota tem uma irritação, um poder de desagregação, mas sempre com uma ideia bem objetiva, embasada na tradição, na família e na propriedade — pondera, acreditando em viradas na reta final: — Eu sempre disse que só saberia fazer o papel no último capítulo. Não é mentira! Existem brechas para que tudo não seja o que aparenta.

Fonte: http://goo.gl/g2QcgD