O perigo continua - Pedro e o Lobo

02/06/2012 19:39

Espetáculo musical ‘Pedro e o Lobo’, já visto por 12 mil pessoas, tem a temporada prorrogada

“Meninos como Pedro não têm medo do lobo.”

Essa é uma frase que bem define o pequeno herói da fábula musical do compositor russo Sergei Prokofiev (1891-1953). O espetáculo “Pedro e o Lobo”, em cartaz em São Paulo desde março, já foi visto por  12 mil pessoas e teve temporada prorrogada.

Traz a história de um menino que mora perto da floresta, onde o perigo tem nome de lobo. Desobedecendo o avô, Pedro sai com os amigos – a pata, o passarinho e o gato – para enfrentar a fera. Essas peripécias são narradas pela atriz Giulia Gam, que divide o palco com bonecos de vários tipos e tamanhos. Criados por Marcos Lima, eles “falam” por meio de instrumentos. Pedro é representado por um violino, o lobo anda sob o som da trompa, flautas lembram os passarinhos.

Muriel Matalon, diretora do espetáculo, explica que a orientação do avô, que pede para Pedro não se arriscar pela floresta, representa a disputa entre velhas e novas idéias.

“Pedro e o Lobo” foi criada por Prokofiev em quatro dias, a partir de um rascunho feito para seu filho.

Fonte: Folha de São Paulo