Poema para Giulia Gam - por Darci Costa

25/05/2012 18:01

Para Giulia Gam

Sou mais esta sombra,
Que segue seu passos por toda a noite
Que estes olhos cansados de tanto chorar.
Sou mais estes olhos
Num canto de seu quarto,
Vigiando seu sono,
Espiando seu corpo,
Desconfiando dos seus sonhos,
Desconfiando dos seus suspiros provocantes.
Sou mais as pegadas de meus passos,
Rondando sua casa, seguindo seus passos,
Investigando seus segredos.
Sou mais os pensamentos em você
E as lembranças que tenho de você,
Do que este meu corpo embriagado,
Esquecido em qualquer canto.
Sou mais trama de amor e ódio
Que fizeram dos seus segredos
Minhas cartas na manga.
A chantagem se tornou meu único recurso,
Porque não sabia mais,
Por onde eu poderia te prender.
Sou mais este remoer de pensamentos
Contra seu desprezo por mim,
Do que está minha vida no lixo.
Sou mais a saudade de um sorriso seu
Guardado com muito zelo...
Em um cofre de raras lembranças.
Temendo te esquecer por um minuto que seja,
Tenho evitado qualquer pensamento,
Que não seja em você,
Porque esta é a minha única
Maneira de te sentir perto de mim,
Mesmo que seja em recordações,
Com se esta minha doente maneira de ter você,
Fosse minha única razão de viver.
Tenho me agarrado aos pensamentos em você,
Como alguém à beira da morte,
Como um desanganado agarra o fio de vida
Que lhe resta, e quer escapar...
Sou mais meu último suspiro de vida
E esta doença de te amar de mais,
Do que este corpo sem dignidade,
Largado na cama e estes olhos
Cansados de tanto chorar.

( Entre outros esse poema foi escrito em 2003 inspirado na interpretação magnifica da atriz Giulia Gam na novela Mulheres Apaixonadas.)

Darci Costa
J.Nunez
http://literaturaimparcialista.blogspot.com