Sangue bom: assim como Bárbara, Giulia Gam já quis ser a maior atriz do mundo

08/05/2013 14:40

Os fins sempre justificam os meios? Se a pergunta for para Bárbara Ellen, sem dúvida a resposta será sim! Atriz decadente que nunca foi marcada pelo talento, a loura de caráter duvidoso vivida por Giulia Gam em “Sangue bom” não mede esforços para atrair os holofotes. Vale adotar filhos só para ficar bem na fita, puxar tapete de colega e até dar golpe do baú.

— Eu não a vejo como vilã. Bárbara não é maquiavélica, não vai sair por aí batendo em todo mundo. Ela só quer continuar sendo uma celebridade — defende a atriz, que vem se destacando no núcleo cômico da novela.

Giulia nunca precisou apelar para conseguir fama. Mas a intérprete de Bárbara Ellen confessa algo em comum com sua personagem:

— Já tive essa ambição de ser a maior atriz do mundo, com “A” maiúsculo (risos)! Eu era garota. Hoje não tenho mais essa preocupação.

Aos 46 anos, Giulia garante não ter medo de ser esquecida. Mas faz uma ressalva.

— Eu ainda estou trabalhando, então minha resposta hoje é essa. Mas mais para frente pode ser outra... — diz Giulia, que, apesar de não concordar, compreende as atitudes de Bárbara: — Não é o caso dela, mas, para grandes divas, deve ser muito doloroso cair no esquecimento.
Por incrível que pareça, Bárbara se considera uma boa pessoa e uma excelente atriz. Mesmo que no passado tenha puxado o tapete de Irene (Deborah Evelyn) para arrancar da colega o namorado, o diretor de cinema Plínio (Herson Capri), e o papel numa novela.
E a paixão pela fama é bem maior que o amor pelos herdeiros. Malu (Fernanda Vasconcellos), fruto da relação com Plínio, e os filhos adotados, Luz (Aline Dias), Dorothy (Ayumi Irie), Kevin (Marcus Rigonatti) e até mesmo a queridinha Amora (Sophie Charlotte), ficam em segundo plano.
— Bárbara gosta do que vai dar retorno. O afeto não existe. A verdade é que ela não ama ninguém a não ser ela mesma — diz Giulia, que, apesar de defender a personagem, alfineta: — Essa mãe... Realmente... Eu não tenho palavras para descrever (risos).

Fonte: http://migre.me/esvzV